Visões do inaudito (para o festival Novas Frequências 2015)

Escrevi esse texto à pedido do Festival de Arte Sonora Novas Frequencias. Tá no blog do festival http://www.novasfrequencias.com/2015/blog/   A nossa percepção sente a vida como um pacote contínuo: cheiros, imagens, temperaturas, paladares e sons. A arte, entretanto, faz o serviço contrário: bagunça tudo. Mas como? Pela repetição, corpo vai, no cotidiano encontrando padrões e associando... Continuar Lendo →

Quem controla os silêncios? (resposta a Daniela Thomas)

*Esse texto foi originalmente escrito em resposta ao texto de Daniela Thomas no site da Piauí. Não pude publicá-lo lá porque os responsáveis  acharam que seria justo que minha resposta fosse do tamanho do texto de DT. Acabei escrevendo outro, obedecendo ao limite proposto por eles, que está publicado no blog da revista em http://piaui.folha.uol.com.br/o-movimento-branco/  O... Continuar Lendo →

Circuitos de Segurança (sobre o cinema de Michael Haneke)

(Texto escrito para a Mostra dedicada ao cineasta, "A imagem e o incômodo: o cinema de MIchael haneke" em outubro 2011, na Caixa Cultural Rio.Este e outros textos estão disponíveis em http://www.mostrahaneke.com/2011/ensaios.html ) I O cinema de Michael Haneke é marcado, desde seus primeiros filmes até o recente “A Fita Branca”, por um desejo intenso de intervenção.... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑